WEBMAIL | ÁREA RESTRITA
CSS based drop-down menu
 
 
Vereador Gilmar alerta para risco de Três Lagoas perder implantação de rvejaria
 
Gilmar foi designado, durante a sessão, para compor comissões de investigação


>>13/03/2019

Ao usar a tribuna na sessão da última terça-feira (12), o vereador Gilmar Garcia Tosta alertou que o município poderá perder a implantação de uma cervejaria, e consequente investimento de R$ 300 milhões, devido à demora do governo do Estado em aprovar benefícios fiscais para o empreendimento.

Gilmar lembrou que a prefeitura de Três Lagoas e a Câmara Municipal fizeram todos os esforços para alterar, com rapidez, a lei de zoneamento da região onde a fábrica poderá ser montada e os mesmos esforços, em sua opinião, não estão sendo feitos pela esfera estadual. “O estado não demonstrando o mesmo compromisso. Podemos perder a cervejaria para outros locais”, afirmou.

Gilmar lembrou que o projeto prevê a criação de 300 empregos, o que seria uma boa forma de combater o desemprego no município.

Indicações
Na sessão, o vereador ainda encaminhou indicações, solicitando que a prefeitura tome as seguintes providências: aterramento e/ou encascalhamento na rua Santa Branca, no bairro Jardim Itamarati, regulamentação da sinalização, entre as ruas Manoel de Faria Duque e Henry Abud Dias, no bairro Jardim Maristela, instalação de semáforo, no cruzamento da avenida Ponta Porã com a rua Alba Cândida, entre os bairros Vila Alegre e Vila Piloto.

Sessão
Durante a sessão desta terça-feira, tramitaram seis projetos de lei, dos quais foi aprovado o PL nº 48, de 07 de junho de 2018, o qual "dispõe sobre a determinação de prioridade de atendimento, para pessoas que realizam tratamento de quimioterapia, radioterapia, hemodiálise ou utilizem bolsas de colostomia, no município de Três Lagoas". Outros seis foram encaminhados para parecer da Comissão de Constituição, Justiça e Redação Final.

Comissão fiscalizatória
Na mesma sessão, os vereadores, por meio de bancadas partidárias e lideranças e atendendo à Resolução 01/2019, aprovada em fevereiro, criaram 22 comissões de investigação (CI) para apurar denúncias protocoladas no Ministério Público e encaminhadas por este órgão para os vereadores executarem seu poder/dever de fiscalização.
O vereador Gilmar Garcia foi designado para compor seis das 22 comissões, seja como presidente, relator ou membro.

 



 
15/05/2019 11:32
14/05/2019 13:00
14/05/2019 08:37
10/05/2019 22:00
11/05/2019 11:45