WEBMAIL | ÁREA RESTRITA
CSS based drop-down menu
 
 
Comissão faz primeira oitiva sobre ônibus amarelinhos
 


>>15/05/2019

 

Na manhã desta quarta-feira (15), ocorreu no Plenário da Câmara de Três Lagoas, a oitiva referente a denúncia de desuso dos ônibus, conhecidos como amarelinhos. A Comissão de Investigação formada pelos vereadores Luiz Akira (presidente), apóstolo Ivanildo (membro) e Davis Martinelli (relator) ouviu Jair Pereira da Silva Santos, assessor superior de educação, que compareceu acompanhado do assessor jurídico da Prefeitura, Vitor Vilela.
A CI foi criada para apurar, a partir de publicações em redes sociais, eventual ato antieconômico e ineficiência administrativa, pelo desuso de ônibus, da Prefeitura de Três Lagoas, que estão se tornando sucata, enquanto se gasta milhões para a contratação de empresa de transporte.
Na oportunidade, os vereadores questionaram sobre a quantidade de veículos não utilizados, vistorias e contratos de transporte escolar.
O vereador Ivanildo fez perguntas sobre o total de ônibus, sobre a denúncia do MP (se era de conhecimento de Jair) e ainda, se houve algum orçamento para que o reparo dos veículos, para uso no transporte escolar.
As informações repassadas para os vereadores foram objetivas, no que se refere a quantidade de veículos (8 cedidos pelo Estado e 8 próprios da Prefeitura) e condições de uso (apenas dois estão rodando, os demais estão em fase de documentação), quanto a reparos, orçamentos e contratos de empresas para transporte, Jair não soube responder, pois ele não tinha acesso a tais informações.
O vereador Davis fez questionamentos sobre contratação de empresa para emissão de parecer técnico sobre os ônibus, terceirização da frota, checklist, se Jair havia participado de reuniões para definir destinação dos veículos. E, se ele tinha conhecimento, que os ônibus estavam deteriorando.
Jair só soube responder sobre o local onde os ônibus se encontram (DOS) e que na época que era coordenador de transporte, soube pelos motoristas que os ônibus não estavam rodando, devido a falta de segurança para o transporte dos alunos, faltava cinto de segurança, por exemplo, mas que tinha conhecimento que a manutenção dos veículos havia sido feito, em 2018.
Citado em muitas respostas de Jair, o atual diretor de frota a manutenção, Rogério Martins do Nascimento, e também, o responsável pelos contratos do transporte escolar serão convocados pela Comissão de Investigação.
O presidente da CI, vereador Luiz Akira informou que a data será definida ainda.
Em março deste ano, foram criadas22 Comissões de Investigação, , na Câmara. O objetivo é acelerar as investigações já protocoladas e apresentar respostas concretas, seja propondo a criação de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), Comissão Processante (CP) ou propondo o arquivamento das mesmas, de forma a apresentar resultado ao Ministério Público Estadual ou Justiça, cumprindo o poder/dever de investigar do Poder Legislativo.

 

 



 
11/05/2019 11:45
11/05/2019 11:10
09/05/2019 12:00
07/05/2019 14:01
30/04/2019 13:50